O Inquilino Sinistro é um thriller policial mudo dirigido por Alfred Hitchcock em 1927, baseado no romance The Lodger de Marie Belloc Lowndes.

Um misterioso serial killer inicia uma série de assassinatos em Londres, tendo como elemento comum o fato de todas suas vítimas serem mulheres loiras e jovens. Em todos os assassinatos, o assassino deixa um bilhete com um desenho de um triangulo e a sua assinatura “o Vingador”.

Enquanto isso, um jovem enigmático chamado Jonathan Drew (interpretado por Ivor Novello) chega à cidade e se hospeda no hotel do casal Bouting (interpretados por Arthur Chesney e Marie Ault), em Bloomsbury – palco de onde aconteceu os últimos ataques do serial killer.

O homem tem estranhos hábitos, como o de sair em noites nevoentas, além de guarda a foto de uma moça loira em seu quarto. Esses comportamentos levantam suspeitas de que ele seja o assassino.

Daisy (interpretada por June Tripp), a filha dos Bouting, também é loira, é modelo e está noiva de Joe Chandler (interpretado por Malcolm Keen), um detetive que está incomodado com a presença de Jonathan.

A história é conduzida com interessantes reviravoltas de roteiro e se realiza muito bem na discussão das diferenças entre suspeita, culpa, evidência e prova.

O filme ainda enquadra temas como agitação social e medo irracional das massas.

A habilidade de Alfred Hitchcock em traduzir textos em imagens é única.

Seus enquadramentos são precisos, sua edição é extremamente criativa e todos os detalhes cênicos são calculados em prol da narrativa.

No início do filme, o quarto do inquilino é mostrado cheio de pinturas de Edward Burne-Jones de mulheres loiras nuas que se assemelham às vítimas do “Vingador”, mas entre elas está uma pintura de São Jorge libertando uma mulher de ser sacrificada; este pode ser uma pista deixada por Hitchcock para sugerir que o inquilino, talvez, não seja o verdadeiro assassino.

Uma cena memorável ocorre quando os Buntings olham para o teto da cozinha, ouvindo Jonathan  andando nervosamente de um lado para o outro. O teto então se torna transparente e Jonathan é visto andando sobre eles. A composição da cena envolve uma folha grossa de vidro temperado e técnicas de sobreposição de imagens.

Outra cena memorável ocorre quando Jonathan desce as escadas e vemos apenas as suas mãos brancas espiralando corrimões abaixo. Além de ser uma composição plástica de muito bom gosto, Hitchcock enfatiza o caráter taciturno do personagem.

O Inquilino Sinistro foi um dos primeiros filmes a trabalhar um tema que perseguiria boa parte do trabalho posterior de Hitchcock, o tema do homem inocente fugindo por um crime que não cometeu. Hitchcock teria estudado filmes contemporâneos de Murnau e Lang, cuja influência pode ser vista nos sinistros ângulos de câmera e na iluminação claustrofóbica.

Recomendado

Crime Fiction - O Cinema de Alfred Hitchcock sob a Luz de Edgar Allan Poe e G.K. Chesterton
Alfred Hitchcok
Um Corpo que Cai
Trama Macabra

Podcast Recente

Rolar para cima