Now He Sings, Now He Sobs é o segundo álbum de Chick Corea, lançado em dezembro de 1968 pela Solid State Records. Mais tarde, foi relançado em CD pela Blue Note em 2002 com faixas bônus anteriormente lançadas em Circling In, um álbum de 1975 da Blue Note.

As faixas bônus lançadas no CD incluem um cover da composição de Thelonious Monk “Pannonica”, e o padrão “My One and Only Love”.

O álbum apresenta um trio composto por Corea no piano acústico, o baixista Miroslav Vitouš e o baterista Roy Haynes. Todas as faixas do álbum original são improvisações baseadas nas ideias de Corea, sendo algumas improvisações inteiramente livres (como “The Law of Falling and Catching Up” e “Fragments”).

Em 1999, o single “Now He Sings, Now He Sobs” recebeu o Grammy Hall of Fame Award.

O disco é o cruzamento entre o Hard Bop e o Avant Garde.

A improvisação neste disco equilibra rigor intelectual e uma fome por liberdade instintiva em caminhar por rítimos e melodias criadas no momento. Neste sentido, esse estilo de Jazz estaria em algum lugar entre a fotografia e a música propriamente dita.

A gravação de um disco improvisado é uma fotografia sonora, um congelamento cinética.

O disco resiste em seu formato completamente acústico – rejeitando qualquer modulação eletrônica.

Corea é um músico que se move através de um Bebop denso com a mesma graça com que se acomodam em baladas convidativas e mais assimiláveis. É um músico que nunca para de sondar e explorar as bordas externas do seu estilo.

Há uma grande variedade nas músicas deste disco. Entre músicas mais abstratas e tradicionais, este disco reflete o interesse de Chick tanto pelos impressionistas franceses, como Debussy, quanto pela música brasileira (tal como é explícito nas faixas Samba Yatra e Bossa).

Segundo o próprio Corea, este disco possui um conceito inspirado no I Ching – nos conceitos de Yin e Yang. Seguindo essa ideia, você encontrará aqui muitas alternâncias: do lírico ao percurssivo, do reflexivo ao dinâmico, do clássico ao moderno.

Do começo ao fim, este disco te apresentará pianos velozes, bateria crepitante e grooves propulsivos de baixo – podemos ainda notar cadências melódicas com sabor andaluz.

Chick Corea, neste disco, expressa o conceito pluricultural do Jazz.

Now He Sings, Now He Sobs é um disco de Jazz, ou seja, tem seus pés cravados na cultura afro-americana como base. Ao mesmo tempo, busca pronunciar um conceito chinês do I Ching, homenagear o expressionismo francês de Debussy, a música brasileira e, além de tudo, expressar influência hispânica implícita do seu autor.

Recomendado

Cowboy Bebop - Da colagem a ressignificação
Tripulação da nave BebopNesse artigo mostramos uma interpretação única e simbólica de Cowboy Bebop de Shinichiro Watanabe, um dos mais icônicos animes de todos os tempos.
New York, New York

Podcast Recente

Rolar para cima