Eu devo ter mencionado Yoshiko Sai alguma vez aqui. Se não o fiz, venho agora corrigir isso.

Ela é uma cantora, compositora e poetisa japonesa, nascida na bucólica prefeitura de Nara.

Yoshiko Sai é uma artista bastante obscura. No Spotify, há apenas um single dela de 2023, com apenas 4 faixas. Duas são originais e outras duas são versões remixadas dessas mesmas músicas, intituladas “Daft Mix”.

Apesar do ano ser 2023, não se trata de uma artista nova. Yoshiko Sai lançou uma série de álbuns um tanto obscuros no final dos anos 70, antes de se retirar de cena.

Musicalmente, Yoshiko Sai é uma artista de Folk Psicodélico com influências de Rock Progressivo, Jazz e Pop.

Embora as influências de Rock Progressivo e Jazz possam sugerir uma musicalidade tecnicamente complexa, as composições de Yoshiko são simples, econômicas e minimalistas. Ela utiliza apenas sintetizador, baixo e instrumentos acústicos.

No entanto, apesar da simplicidade, o resultado de sua obra é extremamente eficaz.

É impressionante que uma artista desse tipo tenha permanecido tão anônima até hoje, pois seu som é verdadeiramente único.

As duas faixas, “Snow Woman” (possivelmente uma referência a Yuki-onna, a mulher da neve do folclore japonês) e “Magic Time”, têm um som hipnótico, suave e exótico, conduzido por interessantes notas de suspense e mistério.

Embora as versões remixadas dessas duas faixas sejam basicamente as mesmas músicas com a voz distorcida, o efeito é extremamente impactante. Parecem ser as versões das músicas cantadas por um yokai melancólico. Talvez isso faça parte do conceito implícito na própria capa do disco.

Enfim, para quem procura algo verdadeiramente novo e interessante, recomendo dar uma olhada neste single. São apenas 30 minutos no total, mas acredito que vocês não ficarão indiferentes a essa experiência

 

Recomendado

A Cama de Procusto e as Ideologias Modernas

Podcast Recente

Rolar para cima