Shibuya-kei

Fishmans
1991
Chappie, Don't Cry é uma mistura de rocksteady e um reggae pop mais direto.
3/5
Flipper's Guitar
1992
"On PLEASURE BENT" é um álbum ao vivo que captura o caos controlado das turnês ao vivo do Flipper's Guitar nos anos de 1990 e 1991
4/5
Cornelius
2006
Embora eu não indique "Deam in Dream" em todos os momentos, podemos dizer que ele é uma simples jornada auditiva que merece ser explorada com calma e reverência.
3/5
Cornelius
2006
Bom disco para quem está buscando uma experiência estética realmente única na musica.
4/5
Cornelius
2001
Neste álbum, a música não se encontra apenas nos instrumentos acústicos e eletrônicos clássicos, mas em sons ambientes inusitados, como o chilrear de pássaros e o borbulhar de água. Em suma, Cornelius mais uma vez cria uma experiência sonora bastante única.
4/5
Flipper's Guitar
1991
Este álbum é um verdadeiro testemunho da mestria musical do Flipper's Guitar e da eclética cena musical de Shibuya-Key.
5/5
Flipper's Guitar
1990
"Camera Talk" desempenhou um papel significativo nesse contexto e foi um dos principais responsáveis por moldar as características da música moderna japonesa e do Shibuya-Kei.
4.5/5
Cornelius
1997
Cornelius é experimental, mas sua música permanece harmoniosa, evocando lembranças de Yes, The Beach Boys e The Beatles.
5/5
Rolar para cima